8 sinais de que você é mais inteligente do que seus amigos e parentes

Aqui estão 8 sinais de que você é mais inteligente do que as pessoas à sua volta.

Às vezes, ser inteligente significa muito mais que saber o conteúdo dos livros de cor ou ir bem nas provas. A inteligência nem sempre é assim tão óbvia e se você só tem dois amigos, se sempre parece ser meio solitário ou se é um perfeccionista, é bem provável que você seja mais inteligente do que boa parte das pessoas que estão ao seu redor.

Muito bem seu sabichão! Vamos ver quais são esses sinais, então.

1. Você gosta de ficar sozinho

Quanto mais uma pessoa é inteligente, socializa com seus amigos e conhecidos, menos satisfeita ela fica com sua própria vida.

Mas isso não é meio contraditório? Considerando tudo o que a gente sabe sobre os humanos, eles não ficam mais felizes quando estão cercados de outras pessoas?

Psicólogos da Universidade de Administração de Singapura e da Escola de Economia de Londres não pensam assim. De acordo com a pesquisa deles, os indivíduos com QI mais alto do que a média podem se sentir pior se estiverem muito envolvidos com a sociedade. Cerca de 15 mil jovens adultos, com idades entre 18 e 28 anos, participaram do estudo. Verificou-se que, quanto mais tempo passavam um com o outro, mais satisfeitos eles ficavam com a vida. Por outro lado, esta tendência era reversa quando a pessoa era classificada como altamente inteligente. E os cientistas já têm algumas teorias para explicar este fenômeno.

O motivo mais aparente é que as pessoas inteligentes enxergam o processo de comunicação como algo que as distrai de seus objetivos. Aí, elas podem sentir que é muito mais importante se concentrar em seus próprios projetos do que socializar.

Existe também uma teoria baseada no desenvolvimento revolucionário da humanidade. Segundo ela, as pessoas inteligentes conseguem se adaptar ao mundo moderno com mais facilidade, pois têm mais ferramentas para fazer isso. Consequentemente, elas são mais independentes e não precisam da ajuda de outras pessoas.

É por isso que fazer parte de um grupo não é tão importante agora. Historicamente, nossos ancestrais precisavam ficar juntos para sobreviver.

Além de tudo isso, existe o conceito de inteligência emocional, que inclui a habilidade da pessoa ser honesta consigo mesma e de enxergar os outros de forma objetiva.

É óbvio que os que conseguem fazer este processo podem encontrar incompreensão, irritação, tédio ou censura, se tentarem compartilhar suas idéias com um grupo de pessoas. O ponto de vista deles, em todos os assuntos, seja arte, religião ou relacionamentos em família, vai parecer muito ousado, inaceitável, ameaçador ou até mesmo muito sensível para quem está ouvindo. É por isso que as pessoas altamente inteligentes, às vezes, acham difícil manter muitas conexões sociais.

É… a gente sabe como é!

Ao mesmo tempo, é importante dizer que gostar de se comunicar com seus amigos não torna você menos inteligente. O negócio é que as pessoas inteligentes, que têm perfeito os mecanismos de adaptação, aprenderam a se sentir confortáveis perto dos outros e elas já não ficam felizes com isso. De qualquer forma, se você ou outras pessoas que fazem parte da sua vida preferem ficar sozinhas, isso não quer dizer que são solitárias. Às vezes, isso é apenas um sinal de inteligência.

2. Você se sente pressionado

Aqueles que são inteligentes normalmente vêem e percebem as coisas que as pessoas ao seu redor não conseguem compreender. É por isso que elas sabem exatamente que caminho devem seguir.

Às vezes, este caminho é totalmente diferente do que os outros estão seguindo. As pessoas inteligentes entendem que elas podem fazer mais e ganhar mais dinheiro, construir uma carreira melhor e ter relacionamentos melhores, mas elas vivem sob constante pressão.

Se alguém altamente inteligente fizer alguma coisa que não contribui para o próprio sucesso e bem estar, sente que está fracassado e desperdiçando seus recursos. Essas pessoas colocam pressão em si mesmos e isso só vai aumentando. E, se a vida delas acaba sendo diferente do que haviam planejado, tendem a atacar e a criticar a si próprias.

3. Você costuma sonhar acordado

Sonhar acordado pode não ser um hábito de distração, mas um sinal de muita inteligência. Psicólogos do Geórgia Institute of Technology, nos EUA, fizeram um estudo e descobriram uma conexão entre o ato de sonhar acordado e a eficiência e força do cérebro de uma pessoa.

Os participantes deste estudo tiveram que focar em alguma coisa por 5 minutos. Durante este tempo, o cérebro deles era monitorado com a ajuda de um aparelho de ressonância magnética. Em seguida, receberam diversos testes de inteligência, bem como testes que mediam o nível de atenção. Foi constatado que as pessoas que tiraram pontuações mais altas eram as mesmas cujas mentes vagaram mais durante as tarefas mais fáceis.

4. Você tem a mente aberta

Pessoas altamente inteligentes nunca se fecham a novas idéias ou oportunidades inusitadas. Elas tendem a buscar soluções alternativas e consideram os pontos de vista dos outros.

De acordo com renomados psicólogos, as pessoas que têm a mente aberta, que se interessam por opiniões diferentes e analisam todas as evidências, normalmente tiram notas mais altas nos testes de inteligência. Porém, mesmo depois de ter considerado diversas opiniões, os inteligentes tomam cuidado na hora de decidir alguma coisa. Eles não costumam aceitar nada sem ter um bom motivo, não acreditam cegamente em tudo e em evidências suficientes primeiro.

5. Seu autocontrole é excepcional

Bem, é esta aqui que me deixa de fora.

Outra coisa que faz as pessoas inteligentes se destacarem em meio à multidão é a habilidade de conter seus impulsos. Elas tendem a planejar suas ações, esclarecer seus objetivos, explorar estratégias diferentes e pensar nas consequências.

Um estudo publicado no periódico Psychological Science, em 2009, traçou a relação entre a inteligência e o autocontrole. Os pesquisadores que realizaram este estudo acreditam que as pessoas mais inteligentes têm um córtex pré-frontal mais desenvolvido. Esta é a parte do cérebro responsável por resolver problemas difíceis, por demonstrar autocontrole quando você está seguindo em direção ao seu objetivo.

Ah, o autocontrole! Tudo é mil maravilhas até que o sorvete entra no jogo. Pois é aí que eu coloco tudo a perder!

6. Analisar as coisas demais te deixa indeciso

Pessoas mais inteligentes têm a necessidade de saber todos os prós e contras antes de tomar alguma decisão. Mas, ao mesmo tempo, quanto mais analisam, menos agem.

O problema é que as pessoas inteligentes analisam demais e aí desenvolvem tantos cenários hipotéticos que acabam ficando na dúvida sobre o que fazer.

Mas o motivo que dificulta a tomada de decisões por parte das pessoas inteligentes é a tendência de serem perfeccionistas. Elas querem ter o melhor resultado possível e isso pode ser bem frustrante, principalmente quando lideram uma equipe ou uma empresa.

Não conseguir dar o passo final pode ter efeitos altamente negativos.

7. Você sempre se sente insatisfeito ou infeliz

Para algumas pessoas inteligentes, o talento acaba sendo uma maldição. Elas simplesmente não se encaixam e às vezes chegam até acreditar que a
ignorância é uma bênção.

Quando o fingem ser menos inteligentes para ser aceitas em um grupo social, sentem que estão, de algum modo, traindo a si mesmas. Sob tais
circunstâncias, as pessoas inteligentes começam a se preocupar e a pensar demais. Infelizmente, isso geralmente gera atitudes negativas e cinismo.

Estas situações ficam mais evidentes quando não se tem nenhum apoio emocional, nem experiências que possam afirmar a imagem positiva de si mesmos e do mundo à sua volta.

Estatisticamente, a inteligência emocional e criativa, junto com a habilidade de juntar as peças, freqüentemente indicam um risco de desenvolver depressão.

Então, relaxa… Tá tudo bem!

8. Você relaciona conceitos que parecem não ter nada a ver um com o outro

As pessoas mais inteligentes conseguem enxergar padrões os quais ninguém mais presta atenção. Isso acontece devido à habilidade de traçar paralelos.

Então, enquanto a maioria não vê nada em comum entre uma melancia e um pedaço de sashimi, uma pessoa inteligente vai imediatamente dizer que os dois produtos são frios e consumidos crus.

Na verdade, alguns pesquisadores acreditam que as pessoas conseguem traçar tais conexões graças à mente criativa. E a criatividade é parente próxima da alta inteligência.

Cá entre nós, colocar sashimi na melancia parece uma idéia excelente, não é mesmo?

E aí, você conseguiu reconhecer alguma característica que tem? Prefere sua própria companhia do que a dos seus amigos? Conte pra gente nos comentários aí embaixo.

Lembre-se de curtir a nossa página no Facebook e se esse post revelou a inteligência que estava escondido em você, compartilhe com seus amigos!

Compartilhe!